Superação de dormência e influência dos fatores ambientais na germinação de sementes de <i>Spermacoce latifolia</i>

Autores

  • Mariana C. Parreira Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal
  • Nilceu P. Cardozo Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal
  • Paulo R. F. Giancotti Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal
  • Pedro L. da C. A. Alves Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal

DOI:

https://doi.org/10.5039/agraria.v6i3a1031

Palavras-chave:

Escarificação, estresse hídrico, qualidade de luz, temperatura

Resumo

O conhecimento científico sobre a biologia de plantas daninhas contribui para a implantação de adequadas estratégias de manejo e controle. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a germinação de sementes de erva-quente (Spermacoce latifolia Aubl.), importante planta infestante em áreas de reflorestamento. As sementes foram submetidas à superação de dormência, em que foram avaliados a escarificação mecânica, tratamento químico (H2SO4
e KNO3) e térmico, além da testemunha. Foram avaliados ainda a temperatura (10, 15, 20, 25, 30 e 35°C), filtros de luz (ausência, vermelha, verde, amarela, vermelha distante, azul, laranja e transparente) e disponibilidade de água (0,0, -0,2, -0,4, -0,6, -0,8 e –1,0 MPa) na germinação e vigor das sementes. Os tratamentos foram arranjados em delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repetições, sendo a parcela experimental constituída
por caixas plásticas tipo gerbox, com 50 sementes. A escarificação mecânica (lixa) foi o método que proporcionou melhor quebra de dormência, indicando que as sementes de S. latifolia possuem impermeabilidade do tegumento à água. As sementes apresentaram maiores percentagens de germinação em condições de leve restrição hídrica (-0,2 MPa) e a temperatura ótima foi de 25°C. A luz de cor azul reduziu a porcentagem de germinação.

Biografia do Autor

Pedro L. da C. A. Alves, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal

 

 

 

Downloads

Publicado

2022-03-14

Edição

Seção

Agronomia